Estudantes de todo o Estado se reuniram na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), no último final de semana, em Cuiabá, para o 3º Congresso da União Estadual de Estudantes do Mato Grosso (UEE-MT). O Congresso, que reuniu estudantes das diferentes universidades públicas,  IF´s e universidades particulares do Estado de Mato Grosso, foi realizado com o compromisso de organizar e fortalecer a luta pela educação pública, gratuita e de qualidade no Estado.

Além de estudantes do ensino médio, técnico e superior, o Congresso contou com a participação de entidades que carregam em suas bandeiras a luta pela educação pública, gratuita, de qualidade e, para todos e todas. A Associação dos Docentes da UNEMAT (ADUNEMAT) foi uma das entidades que participou e fortaleceu as discussões durante o Congresso. Na ocasião, o Sindicato representado pela vice-presidente, Edna Sampaio, formou, ao lado de Solange Serafim (MST) e Gilmar Soares (CNTE), a mesa que debateu a “Educação Pública no Brasil”, no sábado (31).

A ADUNEMAT enfatiza a importância do fortalecimento de ações que visam discutir, organizar e, sobretudo, fortalecer a educação pública. Somos um sindicato do ensino superior e, neste momento as universidades estão sendo violentamente atacadas pelo governo Bolsonaro que impõe políticas de desfinanciamento da pesquisa e da pós-graduação, a destruição da autonomia e a privatização das universidades públicas, através do Future-se. Alinhado ao desastre da politica federal está o Governo do Estado de Mato Grosso com os ataques aos serviços públicos e o contingenciamento dos recursos da UNEMAT, precarizando ainda mais as condições de trabalho na universidade estadual.

Para a vice-presidente da ADUNEMAT, Edna Sampaio, “os estudantes são fundamentais para a organização e fortalecimento da luta em defesa da universidade pública”.  Edna destacou a participação da delegação de estudantes da UNEMAT, dos campus de Colíder e de Alta Floresta. Para ela, é fundamental a parceria da ADUNEMAT com estudantes, pois a educação é uma luta de todos. 

O Congresso, que teve como tema “Reconstruir para Resistir: Unidade para vencer os retrocessos na educação”, finalizou sua programação em defesa do ensino público em Mato Grosso no último domingo (01), no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).