ADUNEMAT organiza ato para exigir investigação da violência sofrida por professora no interior de Mato Grosso
Ato tem como objetivo exigir da Secretaria de Segurança Pública do Estado a apuração e punição dos envolvidos na violência sofrida pela professora da Unemat Lisanil C. Patrocínio no último domingo (13)

A Associação dos Docentes da Unemat (ADUNEMAT) promoverá, na próxima sexta-feira (18), um ato público na Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso para reivindicar que o Estado apure os fatos da violência sofrida pela professora da Unemat, Lisanil C. Patrocínio, no último domingo (13), quando participava de um evento social na igreja católica do município de Campos de Júlio, interior de Mato Grosso.

O ato está marcado para às 15h, na entrada da Secretaria de Segurança Pública onde. Após a concentração, será protocolado pelos movimentos sociais, sindicais, professores e alunos, uma solicitação exigindo apuração e providências do caso de violência e abuso de autoridade contra a professora dra. Lisanil.

“É importante manifestar o repúdio e exigir das instituições públicas a apuração do caso, para então punir os responsáveis pelo abuso”, afirma Edna Sampaio, vice-presidente da Adunemat. Para ela, é preciso combater qualquer forma de violência institucionalizada e não permitir que o fascismo avance.

O Ato público para entrega do protocolo de investigação está sendo organizado pela Adunemat, em parceria com a Regional Pantanal do Andes-SN, Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (ADUFMAT) e conta com o apoio da União Estadual dos Estudantes (UEE).