Prezados,

A diretoria da ADUNEMAT tem participado do Fórum Sindical durante a gestão passada e, também, nesta gestão esteve a frente de sua coordenação. O mandato da coordenação do Fórum é de 04 meses e a Professora Edna ocupou a coordenação, cujo mandato se encerrou em maio deste ano.

No início deste ano, a frente da coordenação, estivemos junto aos demais sindicatos que compõem o Fórum Sindical, protagonizando a ocupação da Assembleia Legislativa, bem como o grande ato realizado pelo conjunto dos servidores contra o pacote de maldades de Mauro Mendes. Pacote este que levou à “legalização” do atraso de salários, cortes de recursos para a UNEMAT, não pagamento da RGA e desrespeito à lei da dobra do poder de compra dos trabalhadores e trabalhadoras da educação básica (Lei 510/2013). E assim, o Governo Mauro Mendes foi responsável pela maior greve da educação básica e sua postura diante dela não poderia ter sido mais autoritária e truculenta.

A ADUNEMAT, enquanto parte do Fórum Sindical, embora já não estivesse mais na coordenação, procurou por todos os meios e articulação o esforço de solidariedade com o movimento grevista da educação básica. Compreendemos que as condições de organização das entidades, bem como o não alinhamento das pautas de reivindicação, inviabilizaram a construção de um movimento grevista unificado. Fato este que, a nosso ver, precisa ser superado para as mobilizações futuras. Em tempos de exceção é preciso unificar a classe trabalhadora na luta.

Na última semana da greve da educação, o Fórum realizou reunião e, novamente, colocamos a necessidade de intervir solidariamente no movimento de greve da educação. Tiramos a necessidade de nos reunir com o Governador, compreendendo que a “proposta” apresentada de pagamento da RGA em 2020, carecia de maior transparência, uma vez que a narrativa do próprio governo indicava que isso não seria possível. Uma guerra de contrainformação promovida pelo próprio governo para interditar os direitos dos/as servidores/as públicos/as. Era preciso cobrar transparência do governo e, reabrir o diálogo.

Porém, apesar do caráter pactuado para a reunião que seria com as entidades do Fórum Sindical, fomos surpreendidos com a realização de uma reunião com alguns membros do Fórum quando a notícia já se espalhava pelos jornais e redes sociais.

Imediatamente, a direção da ADUNEMAT se manifestou contrária a esse tipo de prática, pois ela desrespeita os preceitos democráticos e de representatividade, que devem pautar a construção de espaços coletivos como é o Fórum Sindical. Na nossa avaliação, os representantes do Fórum não podem ser escolhidos pelo Governo.

A ADUNEMAT não fez e não fará qualquer acordo com o Governo sem que isso seja pauta de decisão coletiva. Ainda, nenhuma entidade ou pessoa do Fórum, por mais legitimidade e valor que possa ter, substitui o debate e decisão coletiva.

Por decisão de Assembleia da categoria, a ADUNEMAT permanece no Fórum Sindical. Compreendemos a importância da união de todos os sindicatos de servidores públicos para enfrentar os governos estadual e federal que promovem a destruição das políticas públicas e das carreiras responsáveis pela implementação das políticas públicas.

Contudo, não abriremos mão de nos posicionar contrários às atitudes e encaminhamentos que atentem contra a construção coletiva e que coloque o Fórum Sindical subserviente a qualquer governo. Somente a autonomia dos trabalhadores e trabalhadoras, a coragem e a disposição para a luta é que poderão resguardar nossos direitos.

                                                                                                               A Diretoria.