Diversas ações de solidariedade nestes tempos de pandemia têm amenizado um pouco a situação financeira de uma parcela da população. As seções sindicais do ANDES-SN, por exemplo, têm realizado campanhas para arrecadação de cestas básicas e recursos financeiros para amparar milhares de famílias brasileiras, que devido ao isolamento social – principal forma de evitar a disseminação do novo coronavírus – perdeu parte significativa de sua renda. Além disso, a suspensão e cancelamento de bolsas de pesquisa levaram centros de pesquisa a precisarem contar com o apoio da comunidade para o desenvolvimento de ações para o combate à pandemia.

No Nordeste, a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal-Seção Sindical do ANDES-SN) doou, na segunda-feira (13), 60 cestas básicas para a Casa do Congresso do Povo, que é uma instituição que realiza diversas atividades em prol das comunidades da Levada e da Vila Brejal, em Maceió. A doação é destinada as famílias que estão em situação de extrema vulnerabilidade. Na Bahia, a Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Adufsba Ssind.) também realizou a doação de cestas básicas e colaborou com a produção de máscaras de acetato para uso dos profissionais de saúde, além disso veiculou peças publicitárias em rádios de Feira de Santana e colocou carro de som em diversos bairros da cidade alertando as pessoas para o risco da doença e reafirmando a necessidade do isolamento social para evitar a propagação do vírus. Também foram realizadas ações nas redes sociais.

Associação dos Docentes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (Adufms Ssind.), em parceria com diversas entidades, lançou na terça-feira (14) uma campanha de doações para a compra de estas básicas e kits de proteção individual a profissionais da saúde que estejam trabalhando no tratamento e prevenção da Covid-19

No Mato Grosso, a Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Mato Grosso (Adunemat Ssind.) se reuniu com organizações sociais, sindicais e não-governamentais, instituições públicas de ensino e pastorais de igrejas do município de Cáceres e região, para a promoção da campanha de conscientização e solidariedade durante a quarentena recomendada por conta da pandemia. A campanha prevê a disseminação de materiais informativos e a distribuição de materiais de higienização, especialmente álcool em gel, para populações de baixa renda da zona rural e urbana do município de Cáceres. Em Juara, a campanha contra o Covid-19: Produção de sabão e saberes no Vale do Arinos segue a todo vapor. Na campanha, além da arrecadação e distribuição de produtos de higiene, já está disponível o curso online de produção de sabão.

Associação dos Docentes da Universidade Federal do Pará (Adufpa Ssind.) organizou, em parceria com organizações da sociedade civil e movimentos sociais, um Fundo de Solidariedade. Na última semana, a seção sindical destinou a contribuição financeira para as famílias em dificuldades econômicas agravadas pela pandemia. No início do mês, a Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Montes Claros (Adunimontes Ssind.) contribuiu com a confecção de materiais que serão usados pelos profissionais da saúde no combate à pandemia da Covid-19 e, ainda, realizou doação de recursos financeiros à Associação Beneficente das Voluntárias Amigas do Hospital Universitário Clemente Faria (Avahu).

Já a Associação de Docentes da Universidade Federal Fluminense (Aduff Ssind.) tem empreendido ações de solidariedade aos trabalhadores afetados pela conjuntura de pandemia causada pela Covid-19. No primeiro momento, houve disponibilização de recursos a moradores de comunidades carentes no Rio de Janeiro e em Niterói e de assentamentos rurais do estado do Rio de Janeiro. A Aduff Ssind. também adquiriu impressora 3D para contribuir com a produção de máscaras, visando atender aos profissionais de saúde, colaborando com o projeto social do professor James Hall, da Engenharia UFF.

Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb Ssind.) também está empenhada na luta para o combate da pandemia do coronavírus e oferece apoio a iniciativas comunitárias para a proteção de pessoas em situação de vulnerabilidade. A campanha solidária “Nós por nós”, criada por movimentos sociais locais em parceria com o DCE, é uma delas. As doações serão destinadas à compra de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal.

Fonte: Andes-SN com edição Assessoria Adunemat